Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Macaronésia.

Mäyjo, 01.10.15

Macaronésia ES.jpg

Área biogeográfica, constituída pelos arquipélagos dos Açores, Madeira, Canárias e Cabo Verde, tendo em conta a riqueza e particularidade dos seus recursos botânicos.

De etimologia grega (makáron = felicidade, nésoi = ilhas), foi utilizado pela primeira vez pelo geólogo e botânico inglês Philip Baker Webb.

Presentemente, a extensão geográfica desta região encontra-se alargada a um enclave continental do litoral noroeste africano, desde Marrocos até ao Senegal. Este alargamento é baseado num conjunto de evidências de flora e fauna que relacionam, de um ponto de vista biogeográfico, os arquipélagos da Macaronésia (nomeadamente as ilhas ocidentais das Canárias) e o respetivo enclave continental.

Como o Oceano Atlântico poderá desaparecer

Mäyjo, 15.12.14

Como o Oceano Atlântico poderá desaparecer

Há cerca de vários milhões de anos existia no local do Oceano Atlântico Norte, um oceano chamado Jápeto. A massa de água existiu durante as eras do Neoproterozóico e Paleozóico, até que desapareceu há cerca de 420 milhões de anos.

O Oceano Jápeto desapareceu devido a subducção de placas tectónicas – ou seja, uma placa submerge sob outra, quando as duas colidem, e é destruída. Investigadores da Universidade de Alberta escreveram um artigo sobre o desaparecimento do Jápeto. Contudo, o mais interessante do estudo é o facto de os cientistas afirmarem que num futuro distante o Oceano Atlântico poderá vir a desaparecer da mesma forma que desapareceu este oceano primitivo.

“O Atlântico moderno poderá estar condenado, no futuro distante, a desaparecer de forma semelhante. Se as zonas de subducção como as que se encontram em torno da Placa das Caraíbas continuarem a consumir o fundo do Oceano Atlântico, eventualmente os continente em torno do Atlântico poderão colidir, formando uma cadeia montanhosa e um novo supercontinente”, lê-se no estudo, cita do Discovery News.

Porém, o desaparecimento do Atlântico e a criação de um novo supercontinente deverão demorar cerca de 100 milhões anos para acontecer, referem ainda os cientistas.